Biblioteca de Ciências Clara Maria Galvão

Este prédio de características ecléticas era uma residência construída no final do século XIX e desapropriada pelo Governo do Pará em 1903. Nele foi instalada a biblioteca científica do Museu Paraense Emílio Goeldi, que ali funcionou até o início da década de 1980. Em 29 de agosto de 1987, foi inaugurada nesse prédio a Biblioteca de Ciências Clara Maria Galvão, dedicada ao atendimento de estudantes e professores do ensino fundamental e médio. Em 1995-1996, o prédio foi restaurado e ampliado. Em 2009-2010, nova restauração foi realizada. Atualmente, o prédio abriga o Serviço de Educação da Coordenação de Museologia, incluindo a biblioteca e o Clube do Pesquisador Mirim. O nome do edifício homenageia a bibliotecária Clara Galvão, funcionária do museu e esposa do antropólogo Eduardo Galvão, pesquisador e ex-diretor da instituição.

 

Voltar